quinta-feira, 30 de julho de 2009

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Carpa


Cyprinus carpio

Peixe muito procurado em Portugal pelos pescadores desportivos,existe em todas as barragens e rios é uma espécie muito corajosa e combativa tendo junto aos lábios dois barbilhos,existindo várias espécies cada uma com a sua carateristica,a carpa comum, carpa espelhada,carpa japonesa,tendo as fêmeas a carateristica de fazer várias posturas durante a época de reprodução,é um peixe que pode atingir um metro de comprimento e mais de 30 kgs,sendo uma espécie onivora acaba por se alimentar de tudo

domingo, 19 de julho de 2009

Barbo


Barbus bocagei

Peixe da familia cyprinidae é um peixe lutador e nobre,que se encontra distribuido por todo o país tendo por habitat rios ou zonas com correntes sendo um nadador activo e veloz a sua base de alimentação são lavras e algas,este mesmo peixe faz as delicias dos pescadores devido á sua bravura

Bordalo


Squalius alburnoides

É um peixe da familia dos cyprinidae de pequenas dimensões que só existe nas bacias de Portugal e Espanha,possui o corpo comprido com uma boca onde se pode ver quatro a cinco dentes,é uma espécie muito interessante no aspecto da pesca desportiva e que tem por base alimentar insectos e larvas e que se reproduz na Primavera

PIMPÃO

Carassius auratus
Peixe da familia cyprinidae mais conhecido por pimpão ou peixe vermelho,é originário da Asia mas hoje aparece em todo o mundo,sendo por isso presença habitual nas barragens portuguesas.
Espécie de tamanho médio,tendo uma caracteristica que é a cabeça grande em relação ao corpo,vive em aguas pouco profundas com vegetação abundante,tendo por alimentação larvas e material vegetal

sábado, 11 de julho de 2009

Netos


O futebolista e o surfista

Netos


O surfista

Um dia diferente


Depois de alguns anos de interregno e a convite do meu amigo Silva Marques resolvi fazer uma pescaria no Tejo, pois vivendo eu junto ao mesmo causava uma certa admiração há muito não o fazer neste Tejo que tão gratas recordações me traz.
Foi nele que recordo a 1ª vez que levei a minha filhota até á Torre de Belém para passarmos uma tarde e ela tirou um robalinho e um linguado, enquanto eu fazia grade, recordo com saudade o meu amigo Carlos Matos (falecido no mar) e os muitos dias que no barco partíamos Tejo acima fazendo grandes pescarias de robalos e douradas, recordo com saudade algumas provas e resultados feitos nas suas margens, recordo com saudade as idas até á ilha da Azambuja pescar ás fataças com as amostras de colher e as autenticas sacadas das mesmas.
Foi neste Tejo que ao fim e ao cabo acabei por aprender a gostar deste desporto que me leva a percorrer este País de lés a lés e que agora voltei para matar saudades e na procura das celebres corvinas.
Ao aceitar o convite sei que seria uma tarde bem passada e assim foi mais uma vez, ao chegar ao pesqueiro e depois de tudo termos tirado do carro constatou-se que o amigo Carlos tinha-se esquecido do isco em casa (risada pegada) lá tendo ele se deslocado a casa para ir buscar o dito, naquela zona estavam perto de 30 canas e até ao cair da noite não saiu uma escama, mais uma vez se regressou a casa sem peixe mas com um dia bem passado e que esta falta de isco seja perpetuada aqui com este artigo e a foto dele rsrsrsrs
JTCordeiro

sábado, 4 de julho de 2009

GRADE


Pescaria


Durante a noite de trabalho chega um telefonema a comunicar que estava a dar umas douradas e uns cachaços,na impossibilidade de ir ficou combinado que iriamos na noite seguinte.
No intuito de juntar o util ao agradavel em vez de partirmos ao meio da tarde pois a ideia era fazer o cair da tarde e a enchete da noite resolvemos ir ao meio da manha e fazermos uma almoçarada em conjunto,mas sem antes termos ido buscar o isco que já nos tinha sido preparado(minhoca de sangue/bibis/casulo).
Chegados ao restaurante pelas 13.00 horas já tinhamos á nossa espera umas maravilhosas enguias fritas com o respectivo acompanhamento (regadas com um bom branco)depois das sobremesas e dos cafés (aconselho o doce da casa ou a torta de laranja) lá continuamos a viagem rumo ao mar com o intuito de apanhar um pouco de ar e sol pois ainda era cedo.
Quando iniciámos propriamente a pesca caía o dia (noite) e começámos com uma total ausencia de toques (situação anormal naquela zona) mas foi o prenuncio de uma total ausencia de peixe,mas como a pesca é isso mesmo e o que importa é o convivio acabou por valer a pena a camaradagem entre todos e um dia (noite) bem passado pois mesmo assim a boa disposição imperou e o regresso a casa efectuou-se satisfeitos connosco mesmo.
Já agora como informação complementar o restaurante em causa é o COMBOIO na estrada do Vau , vale a pena fazer uma visita e verao que o serviço é optimo e o pessoal simpático

quarta-feira, 1 de julho de 2009

COPA FOOT 21 / 2009 Algarve
















SUB/10
Resultados :
Sacavenense 2 F.C.São Luis 3
Sacavenense 3 Amora 4
Sacavenense 4 Olhanense 11
Sacavenense 3 L.Velha 1
Sacavenense 2 Leiria e Marrazes 2
Sacavenense 1 1ºDezembro 3
Sacavenense 5 Bela Vista 2

FEIRA PESCA E NAUTICA DE SETUBAL

Mais uma vez e com todo o gosto aqui deixo o cartaz da feira náutica de Setúbal a qual aconselho uma visita tanto para tomarem conhecimento ...